Maitreya / Meeteya

  1. Bhadrasana Maitreya

Maitreya

Estátua de Maitreya, século II a.C.

Nomes
Sânscrito: मैत्रेय
(Maitreya)
Pali: मैत्तेय
(Metteyya)
Chinês: 彌勒菩薩
(Mí Lè Pú Sa)
Japonês: 弥勒菩薩
(Miroku Bosatsu)
Vietnamita: Di-lặc Bồ Tát
Tibetano: Byams-pa
Coreano: 미륵보살
(Mi Rug Bo Sal)

Maitreya (do sânscrito maitri, “amistosidade”) é como é designado o renovador do budismo, o próximo Buda, que reiniciará o atual ciclo iniciado porSiddhartha Gautama, quando os ensinamentos deste tiverem sido esquecidos neste mundo. Muitos cálculos tem sido apresentados para quando este renovador do Budismo deverá renascer, como daqui a 3000 anos.

Visão budista

O termo “Buda” , o “Iluminado”, refere-se a um ser que passou pela experiência do nirvana e em consequência, nunca mais passará pelo ciclo dos nascimentos e das mortes. A palavra é reservada aos seres que alcançaram este estado por conta própria, num mundo que não conhecia ainda o budismo como religião, e que ensinaram aos outros a sua descoberta. A religião budista acredita na existência de vários budas: alguns existiram antes do Buda histórico, Siddhartha Gautama, e outros surgirão num futuro distante.

A tradição Theravada elaborou uma lista de cinco budas, quatro do passado e um do futuro (o Maitreya).

Os budistas acreditam que o Maitreya vive no céu Tusita, onde aguarda renascer num futuro distante, quando os ensinamentos do Buda histórico tiverem sido esquecidos. Segundo alguns cálculos tradicionais este buda surgiria dentro de 5,6 bilhões de anos a partir da era atual ou 560 milhões de anos (igualmente a partir da era atual).

O Maitreya é também bastante importante na tradição budista Mahayana. No Extremo Oriente a chegada do Maitreya está associada ao início de uma nova era na qual o mundo será transformado num paraíso.

É provável que este conceito tenha surgido no budismo sob influência de concepções similares encontradas em outros sistemas religiosos, como a antiga concepção indiana do Cakravartin, um monarca que unificará todo o mundo. Apontam-se também os contatos do budismo com o zoroastrismo no planalto iraniano; esta última religião desenvolveu a ideia de um futuro salvador, denominado Saoshyant, que nascerá de uma virgem e dará início a uma renovação total do mundo.

Na Índia desenvolveu-se desde cedo um culto em torno do Maitreya, que se deslocou nos séculos V e VI d.C., para a Ásia Central e China. Os devotos deste culto pretendiam renascer no céu Tusita, de modo a beneficiarem dos ensinamentos do Maitreya, desejando igualmente se juntarem a ele na terra. Este movimento seria em parte substituído pelo culto a Amitabha.

Antes da chegada do budismo ao Japão, as práticas religiosas deste arquipélago caracterizavam-se pela sacralização de determinados locais, como as montanhas ou os mares. As várias seitas do budismo japonês, apoiando-se neste fenómeno, passaram a considerar certas montanhas como moradas do Maitreya. Uma tradição japonesa afirma que o Maitreya chegará num barco carregado com arroz.

Representações artísticas

Maitreya com os seus discípulos. Grutas Feilai Feng em Hangzhou, China

As representações do Maitreya na pintura e na escultura tendem a retratá-lo de maneira sentada, com as pernas e tornozelos ligeiramente cruzados. Outro traço distintivo das suas representações é a presença de uma pequena “stupa” na cabeça, que se relaciona com uma lenda segundo a qualMahakasyapa, um discípulo do Buda histórico, aguarda em meditação perto de uma stupa a chegada do Maitreya, a quem ele entregará a veste e a tigela de Siddhartha Gautama, representando assim a passagem da autoridade de um Buda para outro. Na China é muito comum a representação do Maitreya como “buda sorridente”, aparentemente influenciada pela figura do monge Putai, conhecido pela sua bonomia e afeição pelas crianças.

Interpretações esotéricas

A filosofia esotérica afirma que Maitreya é o mestre esperado pelas principais religiões sob diversos nomes. Os cristãos conhecem-no como o Cristo. Os judeus esperam-no como Messias. Os hindus aguardam a chegada de Krishna. Os budistas esperam Buda Maitreya e os mulçulmanos chamam-no Mahdi ou Al`Qaim. Os baha`is o conhecem como Bahá’u’lláh. Segundo os ensinamentos da Sabedoria Eterna, Maitreya é o irmão mais velho da família humana, tendo aperfeiçoado e manifestado dentro de si a divindade que é latente em cada pessoa.

?[TRASH]===Maitreyas modernos=== [TRASH]? Ao longo do século XX surgiram inúmeras pessoas que se diziam ser Maitreya ou que recebiam mensagens suas. Um exemplo é Samael Aun Weor, que se autoproclamava o Avatar da Nova Era.

De acordo com uma tradição esotérica baseada nas canalizações, Cristo não é um indivíduo mas um cargo ou função da Hierarquia. Maitreya tem sido o Cristo nos últimos 2.600 anos e ainda seguirá nessa função durante toda a Era de Aquário. Ele é o guia da Hierarquia Espiritual, ocupando na atualidade a função do Cristo. Na Palestina, há cerca de 2 mil anos, Maitreya trabalhou através de sua manifestação, Jesus. Desde o batismo de Jesus no rio Jordão até sua crucificação, a consciência de Maitreya se fez presente em Jesus. Dessa forma, Maitreya pode assim revelar ao mundo a grande força espiritual a que chamamos Amor.

Em 1948, o iminente reaparecimento de Maitreya foi revelado no livro de Alice Bailey, A Reaparição do Cristo. Nos últimos anos, a maior parte das informações sobre o retorno de Maitreya deve-se principalmente a Benjamim Creme, artista e autor britânico, que tem falado e escrito sobre este acontecimento desde 1974.

Sollog reveals Maitreya a hoax created by Benjamin Creme to sell books to … Maitreya the London guru who is the subject of numerous books… London Maitreya looks like Aljazeera operator…

Segundo Creme, Maitreya desceu de seu retiro no Himalaia em julho de 1977, passando a morar junto a uma comunidade Indú-paquistanesa em Londres. Ali tem vivido e trabalhado, aparentemente como um homem normal. Sua mensagem pode ser resumida no compartilhamento dos recursos por todos. “Não vim para criar seguidores”, diz Maitreya. “Cada um de vocês deveria continuar desenvolvendo-se dentro de sua própria tradição religiosa”. Segundo Creme, Maitreya está pronto a falar abertamente ao público desde 1982, mas espera um convite para fazê-lo. Do contrário, estaria infringindo o livre arbítrio das pessoas.

Maitreya

Este artigo é sobre o bodhisattva budista Maitreya. Para outros usos, veja Maitreya (desambiguação) .
Bodhisattva Maitreya do 2 º Período Arte do Século Gandharan
Sânscrito : मैत्रेय (Maitreya)
Pāli Metteyya
Birmânia : အရိ မေတ္ တေ ယျ [ʔəɹḭmèdja̰]
China : 弥勒 菩萨 (Pusa Mile)
Japonês : 弥勒 菩萨 (Miroku Bosatsu)
Coreano : 미륵 보살 (Mireuk Bosal)
Mongol : ᠮ ᠠ ᠶ ᠢ ᠳ ᠠ ᠷ ᠢ ᠂ ᠠ ᠰ ᠠ ᠷ ᠠ ᠯ ᠲ ᠣ;
Майдар, Асралт; 
Mayidari, Asaraltu
Shan : ဢ ရီႉ မိတ်ႈ တေႇ ယႃႉ
Sinhala : මෛත්රී බුදුන් (Maithree Budun)
Tailândia : พระ ศรี อริย เมตไตรย (Phra Sri Araya Mettrai)
Tibetano : Byams Pa
Vietnã : Di-lac (Bo TAT)
Informações
Venerada por: Theravada , Mahayana , Vajrayana
Atributos: Grande benevolência
Precedido por: Gautama Buda
 Portal: Budismo

Bodhisattva Maitreya do 2 º Período Arte do Século GandharanMaitreya (em sânscrito), Metteyya (Pāli), ou Jampa (tibetano), é anunciada como um futuro Buda deste mundo, budista escatologia . Em alguns literatura budista, como o Sutra Amitabha eo Sutra de Lótus , ele ou ela é referida como Ajita Bodhisattva .

Maitreya é um bodhisattva que no budista tradição é para aparecer na Terra , alcançar completa iluminação , e ensinar o puro dharma . De acordo com escrituras, Maitreya será um sucessor do histórico Buda Shakyamuni . A profecia da chegada de referências Maitreya momento em que a Dharma terá sido esquecido no Jambudvipa . Pode ser encontrada na literatura canônica de todas as seitas budistas ( Theravada , Mahayana ,Vajrayana ), e é aceito pela maioria dos budistas como uma declaração sobre um evento que terá lugar quando o Dharma terá sido esquecido na Terra.

Origens

O nome Maitreya (Metteyya em pali) é derivada da palavra sânscrita maitri (Pali: metta) que significa “bondade amorosa”, que por sua vez é derivado do substantivo mitra (Pali: mitta) no sentido de “amigo”.

A primeira menção de Metteyya está no (Sihanada) Cakavatti Sutta no Digha Nikaya 26 da Canon Pali . Ele ocorre em nenhum outro sutta, e isso põe em dúvida a autenticidade do sutta. A maioria dos sermões de Buda são apresentados como pregado em resposta a uma pergunta, ou em algum outro contexto adequado, mas este tem um início e um final em que o Buda está falando aos monges sobre algo totalmente diferente. Isto leva Gombrich a concluir que ou sutta todo é apócrifo, ou que tenha, pelo menos, foi adulterado. [1]

O Bodhisattva Maitreya (garrafa de água na coxa esquerda), arte de Mathuraséculo dC, 2.

Maitreya é por vezes representado sentado sobre um trono de estilo ocidental e venerada tanto em Mahāyāna e não Budismo Mahayana. Alguns têm especulado que a inspiração para o Maitreya pode ter vindo do antigoIndo-iraniano divindade Mithra . A comparação primária entre os dois caracteres parece ser a semelhança dos seus nomes. De acordo com um livro intitulado A Religião dos Povos iranianas, “Ninguém que tenha estudado a doutrina zoroastriana dos Saoshyants ou nos próximos salvador profetas pode deixar de ver sua semelhança com o Maitreya futuro. [2]

Paul Williams afirma que alguns zoroastristas idéias como Saoshyant influenciado as crenças sobre Maitreya, como “expectativas de um ajudante celeste, a necessidade de optar pela justiça positiva, o futuro milênio, ea salvação universal”. Possíveis objeções são que estas características não são exclusivas do zoroastrismo, nem são necessariamente característica da crença em Maitreya.

Também é possível que Buda Maitreya originado com os hindus Kalki , e que as suas semelhanças com o iraniano Mithra tem a ver com a sua comum Indo-iraniano origem.

Na arte greco-budista de Gandhara , no primeiro século dC, no norte da Índia, Maitreya foi a figura mais popular de se fazer representar, junto com o Buda Sakyamuni . Na China, nos séculos 4 a 6 “budista artesãos usou o Shakyamuni nomes e Maitreya alternadamente … indicando tanto que a distinção entre os dois ainda não tinha sido tirada e que as suas respectivas iconografias ainda não tinha sido firmemente estabelecida” [3] Um exemplo é a escultura em pedra encontrada no cache Qingzhou dedicado a Maitreya, em 529 dC como registrado na inscrição (atualmente no Museu Qingzhou, Shandong). O culto de Maitreya aparentemente desenvolvido em torno do mesmo tempo do que de Amitabha , já no terceiro século da era cristã.

Características

Um nono século EC Srivijayanarte bronze Maitreya do sul de Sumatra , uma stupa adornar sua coroa.

Uma menção da profecia de Maitreya está no sânscrito texto, o Maitreyavyākaraṇa (A Profecia de Maitreya). Isso implica que ele é um professor de meditaçãotrance sadhana e afirma que os deuses, homens e outros seres:

“Perderá suas dúvidas, e as torrentes de seus desejos serão cortados: livre de toda a miséria que vai conseguir atravessar o oceano de tornar-se, e, como resultado dos ensinamentos de Maitreya, eles vão levar uma vida santa não vai mais. eles consideram qualquer coisa como própria, eles não terão a posse, não de ouro ou prata, sem casa, sem parentes! Mas eles vão levar a vida santa da unidade sob a orientação de Maitreya. Eles vão ter rasgado a rede das paixões, que irá gerir para entrar em transe, e deles será uma abundância de alegria e felicidade, pois eles vão levar uma vida santa sob a orientação de Maitreya “. (Trans. em Conze 1959:241)

Descrição geral

Maitreya é normalmente Na imagem, sentado, quer com os dois pés no chão ou cruzadas nos tornozelos, em um trono, à espera de seu tempo. Ele está vestido com as roupas de cada um Bhiksu ou indiano realeza. Como um bodhisattva, ele será normalmente de pé e vestido com jóias. Normalmente ele usa uma pequena stupa em seu cocar que representa a stupa de relíquias do Buda Sakyamuni para ajudá-lo a identificá-lo na sua vez de reivindicar a sua sucessão, e pode ser titular de um dharmachakra descansando em um lótus . A Khata está sempre amarrado na cintura como um cinto.

Na arte greco-budista de Gandhara , no primeiro século dC, no norte da Índia , Maitreya é representado como um nobre Central indiano asiático ou norte, segurando uma “água frasco” (em sânscrito: Kumbha ) na mão esquerda. Às vezes, este é um “urn sabedoria” (em sânscrito: Bumpa ). Ele é ladeado por seus dois acólitos, os irmãos Asanga e Vasubandhu .

Maitreya Tusita Céu

O futuro Buda Maitreya, Gandhara, século 3 dC.

Maitreya atualmente reside no paraíso de Tusita (Pali: Tusita), disse ser alcançável através de meditação . Buda Sakyamuni também viveram aqui antes de ele nascer para o mundo como todos os bodhisattvas vivem no paraíso de Tusita antes de descer para o reino humano para tornar-se Buddhas.Apesar de todos os bodhisattvas estão destinados a se tornarem Budas, o conceito de bodhisattva varia muito em Theravada eo Budismo Mahayana. No Budismo Theravada, um bodhisattva é aquele que está se esforçando para a plena iluminação (Arahant em pali), enquanto que no Budismo Mahayana, um bodhisattva é aquele que já atingiu um estado muito avançado de graça ou iluminação, mas retém a entrada de nirvana para que ele pode ajudar os outros.

No Budismo Mahayana, uma vez que se torna um Buda Maitreya, ele te dominará a Terra Pura Ketumati, um paraíso terrestre, por vezes, associada à cidade indiana de Varanasi (também conhecida como Benares), em Uttar Pradesh. No Budismo Mahayana, Buda presidir uma Terra Pura (o BudaAmitabha preside a Terra Pura Sukhavati, mais popularmente conhecido como o paraíso ocidental).

Em Theravada Budismo, Buddhas nascem como seres humanos não iluminados, e não são os governantes de qualquer paraíso ou terra pura. Maitreya resultante não seria diferente para o surgimento de Shakyamuni Buda, quando ele atingiu a iluminação integral como ser humano, e faleceu em parinibbana quando as condições estavam maduras para sua aprovação final. Ortodoxa Theravada doutrina tem muito menos ênfase divindades e Bodhisattvas, e não ver Bodhisattvas como seres iluminados.

Atividade de Maitreya na idade atual

Ver artigo principal: Maitreya-natha

No Mahayana escolas, Maitreya é tradicionalmente disse ter revelado os cinco tratados de Maitreya através de Asanga . Estes textos importantes são a base do Yogachara tradição e constituem a maioria do terceiro giro da Roda do Dharma .

Futuro vinda de Maitreya

32 metros (110 pés) estátua do Buda Maitreya no vale de Nubra, Ladakh , Índia, virado para baixo do rio Shyok para o Paquistão.

Segundo a tradição, Maitreya será o Buddha quinto do presente kalpa esclarecimentos necessários ] (aeon) e sua chegada vai ocorrer após a ensinamentos ( Dharma) do atual Gautama Buda são significativamente menos comunicados.

Maitreya vinda é caracterizada por um número de eventos físicos. Por exemplo, os oceanos são preditos a diminuir de tamanho, permitindo Maitreya para atravessar livremente. Estes eventos também irá permitir a reintrodução da “verdadeira” dharma para as pessoas, por sua vez, permitindo a construção de um novo mundo.

Sua chegada significa o fim do meio tempo, o tempo entre quarto Buda, Gautama Buda, eo quinto Buda, Maitreya, que é visto como um ponto mais baixo da existência humana. De acordo com o Sutta cakkavatti: A roda girando-imperador , Digha Nikaya 26 do Sutta Pitaka do Cânone em Pali ), Buda Maitreya será carregado em um momento em que os seres humanos vão viver até uma idade de oitenta mil anos, na cidade de Ketumatī (Benares presentes), cujo rei será o Sankha cakkavatti. Sankha vai viver no palácio onde outrora habitava Rei Mahāpanadā , mas mais tarde ele vai dar o palácio de distância e vai se tornar um seguidor do Buda Maitreya. [4]

As escrituras dizem que Maitreya irá atingir bodhi em sete dias (que é o período mínimo), em virtude de suas muitas vidas de preparação para o estado de Buda (semelhantes aos relatados nos Jataka histórias do Buda Sakyamuni).

Neste momento um ensinamento notável que ele vai começar a dar é que das dez ações não-virtuosas (matar, roubar, má conduta sexual, mentir, linguagem maliciosa, linguagem grosseira, discursos inúteis, a cobiça, a intenção prejudicial e visões erradas) e os virtuosos 10 ações (o abandono de: matar, roubar má conduta sexual, mentir discurso, divisionista, a linguagem grosseira, discursos inúteis, a cobiça, a intenção prejudicial e pontos de vista errado).

A Arya Maitreya Mandala , fundado por Lama Anagarika Govinda é baseado na idéia da futura vinda de Maitreya.

budista visões opostas o conceito de futuro Buda

Estátua do Buda Maitreya emWat Intharawihan , Bangkok

De acordo com o Budismo do Sutra de Lótus, cada pessoa possui a “natureza de Buda”, que pode ser revelado nesta vida. O conceito de inerente “natureza de Buda” em cada pessoa não se encaixa bem com o conceito de um Buda Futuro descer do céu, porque cada pessoa pode se tornar um Buda. A doutrina de Buda inerente a natureza faz com que cada pessoa um Buda em um futuro de vida. Budismo de Nitiren Daishonin enfatiza em “estado de Buda Atingir nesta vida”, como o estado de Buda é alcançável através da prática do Sutra de Lótus.

Maitreya aparece como uma figura significativa no texto do Sutra de Lótus, no entanto, a explicação de Nitiren de Maitreya era tão apenas uma metáfora que indica uma força protetora e uma função de “vigiar e ajudar” os Bodhisattvas da Terra, que também aparecem na Lotus Sutra: “Além disso … todos os bodhisattvas, Bodhisattva Maitreya episódio . vai guardar e proteger os devotos do Sutra de Lótus, então pode-se realmente ter certeza ” [5] Em muitos de seus escritos, Nitiren menciona os pontos de vista tradicionais budistas sobre Maitreya – mas explica claramente que a propagação do Dharma Eterno de uma Lotus Sutra foi confiada por Shakyamuni para a “Terra Bodhisattvas”: “O Buda não confiou esses cinco caracteres a Maitreya, Rei da Medicina, ou os outros de seu grupo. Ao contrário, ele convocou os bodhisattvas por diante …. da grande terra da Luz Tranquila e transferiu os cinco personagens para eles “. [6] Em vista do Budismo de Nitiren Daishonin, cada pessoa encarna a personagem do “Maitreya”, porque Maitreya é uma metáfora para a função de compaixão: “O nome Maitreya significa” Compassivo “e designa os devotos do Sutra de Lótus”. [7]

Não-budistas

No início do século 20, teosofistas líderes se convenceram de que uma aparição do Maitreya como um chamado Mestre do Mundo era iminente. A South Indian menino, Jiddu Krishnamurti , foi pensado para ser destinado como o “veículo” do Maitreya soon-to-manifesto, porém a manifestação não aconteceu como previsto, e não satisfazer as expectativas dos teosofistas. [9]O conceito de Maitreya foi elaborado dentro de Teosofia durante as últimas décadas do século 19. No entanto, o Maitreya Teosófica foi explicado e desenvolvido, diferentemente do que o conceito budista original. Nos textos teosóficos Maitreya tem múltiplos aspectos, significando não apenas o futuro Buda, mas conceitos similares de outras tradições religiosas ou espirituais. [8]

Dado que o crescimento do Teosófica movimento no século 19, e influenciado por articulações Teosofia sobre o Maitreya, não-budistas movimentos religiosos e espirituais adotaram e reinterpretaram o conceito em suas doutrinas. Share International , o que equivale Maitreya com os números profetizados de múltipla tradições religiosas, alega que ele já está presente no mundo, mas está se preparando para fazer uma declaração aberta de sua presença no futuro próximo. Eles afirmam que ele está aqui para inspirar a humanidade a criar uma nova era baseada na partilha e da justiça. [10]

No início da década de 1930, os Ensinamentos dos Mestres Ascensos colocado Maitreya no “Escritório de Instrutor do Mundo” até 1956, quando ele foi descrito como passar para o “Office of Planetary Buda” e “Cristo Cósmico” no seu conceito de uma Espiritual Hierarquia.

Alguns estudiosos muçulmanos que estudaram textos budistas acreditam que Maitreya é “Rahmatu lil ‘alameen” (Misericórdia para os Mundos), que é o nome do profeta Maomé como se diz no Alcorão . [11] De acordo com a pesquisa sobre o livro Antim Buda -. ​​estudiosos Maitréia ter imaginado que Buda Maitreya é Muhammad [12] Depois de examinar os textos budistas pesquisadores concluíram que Maomé tinha sido a última e definitiva Buda despertou para vir a existir muito depois dos ensinamentos atuais. [13]

O século 19, Mirza Ghulam Ahmad , acredita em pelos membros da comunidade Ahmadiyya (a fé que ele trouxe) como cumprindo as expectativas sobre o Buda Maitreya. [14]

Os Bahá’ís acreditam que Bahá’u’lláh é o cumprimento da profecia da vinda de Maitreya. [15] [16] Os bahá’ís acreditam que a profecia de que Maitreya irá inaugurar uma nova sociedade de tolerância e de amor foi cumprida por ensinamentos de Bahá’u’lláh sobre a paz mundial. [15]

Maitreya

Close-up de uma estátua de Maitreya no Mosteiro Thikse em Ladakh , na Índia .Representações de Maitreya variar entre as seitas budistas.

Sentado Maitreya, coreano, 4-5 século CE. Guimet Museum .

O monge Budai como uma encarnação de Maitreya.

Desde sua morte, o monge chinês Budai (Hotei) foi popularmente considerado como uma encarnação do bodhisattva Maitreya. Sua descrição como o Buda Sorridente continua a ser muito popular na cultura da Ásia oriental [. duvidosa – discutir ]

Enquanto um número de pessoas que se proclamavam Maitreya, nos anos seguintes parinirvana do Buda, nenhum deles foi reconhecido oficialmente pela sangha e budistas . Uma dificuldade especial enfrentado por qualquer um que seja requerente título Maitreya é o fato de que o Buda é considerado ter feito uma série de previsões bastante específicas sobre as circunstâncias que ocorrem antes da vinda de Maitreya, tais como que os ensinamentos do Buda estar completamente esquecido, e todas as relíquias remanescentes do Buda Sakyamuni seriam reunidos em Bodh Gaya e cremado . duvidosa – discutir ]

As seguintes pessoas são listadas apenas uma pequena parte das várias pessoas que afirmavam-se a ser Maitreya. Muitos têm sido utilizadas a alegação encarnação Maitreya para formar uma seita budista novo ou já usou o nome de Maitreya para formar um novo movimento religioso ou culto.

  • seitas Maitreya na China

Apesar de um “novo Buda” foi mencionado, essas rebeliões não são considerados “Maitreyan” pelos estudiosos modernos. [27] No entanto, eles seriam uma influência mais tarde, os líderes rebeldes religiosos que fizeram tais alegações. Portanto, é importante mencionar estas rebeliões neste contexto.

  • Alternativa persona

Havia um sábio do mesmo nome no épico Mahabharata . Sua linhagem é desconhecida. Ele veio para o tribunal de Hastinapura aconselhar Duryodhana para restaurar o reino dos Pandavas , um pouco depois que os filhos de Pandu tinha ido para o exílio, tendo sido derrotado em dados.

No entanto, Duryodhana não se preocupou em ouvir o sábio, e mostrou seu desrespeito muito claramente. Enfurecido, o sábio o amaldiçoou e disse: “Catorze anos depois, você será destruído na batalha pelos Pandavas, junto com seus parentes e todos os que lhe são caros. Bheema expedirá-lo para a morada de Yama , quebrando suas coxas com a maça “. Some hold that the curse of this sage played a major part in encompassing the destruction of the Kauravas . [ 32 ]

Ver também

  • Budai , a traditional manifestation of Maitreya
  • Kalki
  • Kalki Purana
  • Leshan Giant Buddha
  • List of Buddha claimants (Many are also Maitreya claimants)
  • List of the twenty-eight Buddhas
  • Mahdi
  • Maitreya Project
  • Maitreya (Theosophy)
  • Raj Patel
  • Saoshyant

Referências

  • Tiele, Cornelis P. The Religion of the Iranian Peoples . “The Parsi” publishing , 1912. Retrieved 26 August 2007.
  1. ^ Richard Gombrich , Theravada Buddhism: A Social History from Ancient Benares to Modern Colombo. Routledge and Kegan Paul, 1988, pages 83-85.
  2. ^ Tiele, p. 159.
  3. ^ Angela Falco Howard et al., Chinese Sculpture , Yale University Press, 2006, p. 228
  4. ^ Vipassana.info, Pali Proper Names Dictionary: Metteyya
  5. ^ The Record of Orally Transmitted Teachings p 143.Translated by Burton Watson
  6. ^ Leadbeater, Charles W. (2007) [originally published 1925. Adyar , India: Theosophical Publishing House]. The Masters and the Path (reprint ed.). New York: Cosimo Classics. ISBN 978-1-60206-333-4 . The Theosophical Maitreya features prominently in the entire work. Some instances pertinent here: pp. 4–5, 10, 31-32, 34, 36, 74; “Part IV: The Hierarchy” pp. 211–301. As it did with practically every major religious, philosophical, and cultural tradition, Theosophy ascribed additional occult or esoteric significance to many Buddhist concepts. In the Theosophical Spiritual Hierarchy the Maitreya is currently high in the ranks of the so-called Masters of the Ancient Wisdom where he also holds the Office of the World Teacher . According to Theosophical writers he has had a number of manifestations orincarnations in the physical plane, and he has been further identified with Christ ; Besant, Annie & Leadbeater, Charles W. (1913). Man: How, Whence, and Whither; a record of clairvoyant investigation .Adyar , India: Theosophical Publishing House. pp. 339, 520. OCLC 871602 . Presumed prior Maitreya incarnations.
  7. ^ Lutyens, Mary (1975). Krishnamurti: The Years of Awakening . New York: Farrar Straus and Giroux . ISBN 0-374-18222-1 . Biography (partial) of Jiddu Krishnamurti, the presumed “vehicle” of the Maitreya in the 20th century, describes the events in some detail.
  8. ^ Official Share International Website
  9. ^ (Russian) http://www.islam.ru/vera/polojenie/proroki/nemonoteist/
  10. ^ Dr. Ved Prakash Upaddhay – Sanskrit Prayag University, Muhammad in the Hindu Scriptures pg 36 – 44
  11. ^ Prof Ashit Kumar Bandhopaddhay, Sanskrit Academy Howrah
  12. ^ Review of Religions March 2002, Vol. 97, No. 3, pg. 24
  13. a b Momen, Moojan (1995). Buddhism And The Baha’i Faith: An Introduction to the Baha’i Faith for Theravada Buddhists . Oxford: George Ronald. pp. 50–52. ISBN 0-85398-384-4 .
  14. ^ Buck, Christopher (2004). “The eschatology of Globalization: The multiple-messiahship of Bahā’u’llāh revisited” . In Sharon, Moshe. Studies in Modern Religions, Religious Movements and the Bābī-Bahā’ī Faiths . Boston: Brill. pp. 143–178. ISBN 90-04-13904-4 .
  15. a b c Notable Maitreyan Rebellions , FYSM068–Collective Violence and Traumatic Memory in Asia. 16 October 2005. Retrieved 29 November 2006.
  16. ^ Tang Dynasty Empire 618-906 , SAN-BECK. Retrieved 29 November 2006.
  17. ^ Carolyn Lee. “Adi Da: The Promised God-Man Is Here (9781570971433): The Ruchira Sannyasin Order of Adidam Ruchiradam: Books” . Amazon.com . Retirado 2010/06/01.
  18. ^ Reader, Ian, Religion in Contemporary Japan , University of Hawaii Press – Page 211. 1991. Retrieved 26 December 2006.
  19. ^ Dharma Talks by Seiyu Kiriyama , Agon Shu, the Ultimate Embodiment of Buddhism. Abril de 1994. Recuperado 15 agosto de 2006.
  20. ^ Maitreya from the West , Korean Raelian Movement. Retrieved 29 November 2006.
  21. ^ [1]
  22. ^ Seven Seals
  23. ^ Buddhist Prophecies , Mission of Maitreya Website. Retrieved 3 September 2010.
  24. ^ Conze, Edward. Buddhist Scriptures. London: Penguin Classics, 1959. p. 239.
  25. a b c d e f g Buddhist Political Ideology in the Mahayana Rebellion and Moonlight Child Incident of 6th century China , China History Info. Retrieved 29 November 2006.
  26. ^ Song Dynasty Renaissance 960-1279 , SAN-BECK. Retrieved 29 November 2006.
  27. ^ Is Qigong Political? A new look at Falun Gong QI: The Journal of Traditional Eastern Health & Fitness. Retrieved 29 November 2006.
  28. Universidade
  29. ^ White Lotus Rebellion , The Columbia Encyclopedia, Sixth Edition. Maio de 2001. Retrieved 29 November 2006.
  30. ^ Maitreya – A Sage , Indian Mythology. Retrieved 29 November 2006.

Ligações externas

  • The Maitreya Project, building a huge statue of Maitreya in Kushinagar, India
  • April 2010 Smithsonian Magazine Article
  • About the Future Buddha Ariya Ajita Metteyya
  • The Story of the Coming Buddha: Ariya Metteyya

Referências

  • SPONBERG, Alan. “Maitreya”, inEncyclopedia of Buddhism, dir. Robert E. Buswell, Jr.. MacMillan Reference USA, 2004.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.